Gerentes

Gestão de vendas em lojas físicas: 5 motivos para se reinventar

Como é a sua gestão de vendas em lojas físicas? Muitos ainda são apegados a um modelo de gerenciamento que usa planilhas ou até mesmo o papel e a caneta para fazer todo o controle de atendimento dos vendedores. Mas é importante saber que essa metodologia cria mais problemas do que soluções. Essa prática diminui as chances de otimizar os seus resultados, já que muitos dados poderiam ser utilizados para melhoria e desenvolvimento do negócio e acabam ficando perdidos por essas falhas de gerenciamento.

Para evitar que você continue cometendo os mesmos erros, preparamos uma lista com os 5 principais motivos que mostram porque é importante reinventar a gestão de vendas em lojas físicas. Confira!

5 motivos para reinventar a gestão de vendas em lojas físicas

1. Acompanhar o desempenho dos vendedores

Como você acompanha o desempenho dos seus vendedores? No momento de avaliar os resultados de cada um, quais os números mais importantes para olhar na prática? Muitos não sabem como responder a essas perguntas, o que comprova a importância de contratar uma solução de vendas para gerenciar esses dados.

Um ponto fundamental para fazer esse acompanhamento é contar com uma alguma ferramenta que faça o controle da ordem do atendimento dos vendedores, como por exemplo a famosa lista da vez do salão de vendas. Dessa forma, disponibiliza-se as mesmas oportunidades de venda para todos os vendedores, e você pode avaliar de forma simples qual o real desempenho de cada vendedor ao longo do tempo.

2. Realizar a análise da equipe

Não é só o desempenho individual que conta na hora de calcular os seus resultados. Analisar a equipe é essencial para entender como o conjunto está funcionando no que diz respeito às vendas em lojas físicas. Para isso, é preciso mudar o modelo tradicional de gestão e buscar alternativas que entreguem os números necessários que te ajudem a realizar essa tarefa.

3. Ter informação sobre perda de vendas em lojas físicas

Quem trabalha com vendas precisa saber como a operação está se comportando no que diz respeito às perdas de vendas no varejo, ou seja quais foram os motivos da falta de conversão (falta de estoque, tamanho indisponível, apenas pesquisa de preço, entre outros). Conhecer qual o comportamento dos consumidores, identificando inclusive o motivo de não conversão, faz toda a diferença no momento de criar um plano de ação efetivo para minimizar essas perdas e trazer resultados reais para o seu negócio.

4. Fazer o comparativo com meses anteriores

Você sabe dizer se o resultado do mês atual está realmente melhor do que o mês anterior? Qual o parâmetro que utiliza para dar essa resposta? Fazer um comparativo completo depende de um conjunto de resultados, passando pelo faturamento, volume de vendas, mas também conversão entre as chances de vendas e as vendas concretas.

Criar um relacionamento de sucesso com os seus clientes, conseguindo fidelizar o máximo de clientes possível, passa por acompanhar de perto os resultados mês a mês.

5. Calcular a taxa de conversão

Falando em conversão, a taxa de conversão representa o número de vendas que foram realizadas de acordo com o número de pessoas que visitaram a loja. Mas já parou para pensar em como identificar a taxa de conversão pode trazer benefícios para sua loja?

Como o volume de vendas que a sua loja possui é influenciado pelo número de visitantes, é importante acompanhar essa taxa de perto para ajudar a identificar os principais pontos de melhoria. Por isso, otimizar essa taxa vai gerar uma série de benefícios (em cadeia) para seu negócio.

A mensagem principal que fica é que este é o momento de se reinventar e usar a tecnologia ao seu favor na busca por uma gestão de vendas em lojas físicas mais eficiente e produtiva. Então que tal conhecer uma solução completa que vai te ajudar nessa missão e cumprir com todas essas necessidades?

Essa é a missão da plataforma Indeva! Preencha o formulário agora e agende uma conversa com os especialistas para conhecer todos os detalhes.