Franqueados

Gestão de estoque: como fazer compras mais assertivas

Um vendedor faz a venda de um produto que consta no sistema, porém, quando ele vai ao estoque, cadê o produto? Essa é uma situação que gera perdas de vendas e mostra o quão importante é fazer a gestão de estoque. Controlar o estoque é parte fundamental de qualquer loja e rede de franquias, já que está diretamente ligada ao lucro.


Para não cair em erros que levem à queda de vendas, é necessário fazer o controle constante do estoque. Por meio de algumas ações diárias, esse espaço da loja fica organizado e pronto para atender seus clientes. Afinal, quando não há um produto na loja, o consumidor vai ao concorrente, não é mesmo?


Confira as dificuldades de se fazer uma boa gestão de estoque, qual é sua importância e dicas para realizar esse controle de forma muito eficiente!


Por que a gestão de estoque é um desafio para lojas físicas?


Um estoque exige diversos profissionais e setores trabalhando juntos para que a organização dos produtos funcionem bem e não cause prejuízos financeiros. Ainda, o estoque concentra diversos riscos, em muitos casos, complexos de se resolver.


Entre alguns dos motivos que dificultam a gestão do estoque estão:


– Perecibilidade dos produtos — no caso de alimentos
– Manter um estoque virtual alinhado com o físico
– Controlar entradas e saídas de forma assertiva
– Garantir a segurança do espaço e produtos
– Organizar o espaço físico de modo seguro e de fácil acesso dos vendedores, principalmente em momentos de alto fluxo na loja


O que é gestão de estoque e qual sua importância?


Basicamente, gestão de estoque é realizar o controle de entradas e saídas de produto e mantê-lo girando e com alta lucratividade. Além disso, o controle do estoque deve sempre garantir o produto ao cliente, no momento em que ele precisa.


O bom gerenciamento de estoque te ajuda a evitar que a porcentagem dos motivos de perdas de venda aumentem na loja.


Um controle de estoque bem realizado é importante para:


– Ter sempre produtos organizados, seguros, em perfeitas condições e no prazo de validade
– Manter a loja sempre abastecida e com novidades
– Auxiliar a definir metas para vendedores
– Aproveitar melhor o capital de giro
– Ajudar no controle das vendas
– Não ficar com estoque parado
– Favorecer as compras da loja
– Diminuir a taxa de prejuízos
– Reduzir custos operacionais


Quais estratégias podem ser usadas?


Para manter um controle de estoque eficiente no varejo é preciso investir em estratégias constantes, que garantem muita eficiência  todos envolvidos: os gerentes, estoquistas e vendedores.


Usar estratégias de compras em showroom


Uma boa gestão de estoque é também muito ligada às compras feitas em showrooms. Esses ambientes reúnem pontualmente diversos fornecedores que, geralmente, estão cheios de ofertas e boas oportunidades de negócios.


Muitas vezes, quando a taxa de conversão não aumenta, é um sinal de que as compras para o estoque não foram assertivas. Desse modo, escolher coleções adequadas ao seu público vai fazer com que a cada 10 clientes que entrarem na loja, 10 comprem.


Por isso, saber fazer as compras em showroom, além de determinarem uma boa gestão de estoque, vão favorecer e muito a taxa de conversão do varejo físico.


Fazer o controle de giro de estoque


O giro de estoque acontece toda vez que uma compra é totalmente vendida, “esvaziando” assim o estoque para novas compras entrarem. Fazer esse controle demanda diversas ferramentas e equipe treinada.


Alguns dos recursos que devem ser usados para controlar o giro de estoque são:


– Ter um estoque virtual atualizado
– Ter um bom sistema (software) de gestão de estoque
– Criar promoções, liquidações e queima de estoque
– Atualizar inventários
– Criar gamificação para os vendedores com corridinhas de vendas para determinados produtos que não saem com facilidade ou que estão em acúmulo no estoque


Na prática, o controle de giro funciona como um guia que antecipa as compras ao gestor ou gerente, para sempre realizar novos pedidos no prazo. Assim, sua loja sempre terá produtos atualizados e de acordo com as tendências e mudanças do consumidor, evitando assim perder vendas por falta de produto em estoque.


Alinhar os estoques online e físico


Quando o assunto é estoque, em algum casos é necessário unificar todos os dados da loja física com as lojas virtuais: marketplaces e e-commerces que a marca possuir! Assim, a cada compra feita, tanto no físico quanto no online, os números serão idênticos e diversos erros são evitados.


Esta estratégia te ajuda a identificar quais produtos estão com melhor saída em ambos os canais de compra, além de ajudar a criar uma boa experiência para o cliente. Pensar nesta jornada unificada no varejo é importante para atender as expectativas do seu cliente em qualquer que seja o momento de compra dele. 


Para ter esse controle com precisão, é essencial ter um software de gestão na loja, que analisa, contabiliza e notifica gestores, sobre entradas e saídas de produtos. Quando o cliente fizer uma compra no e-commerce e buscar no varejo físico, ou vice-versa, o produto estará disponível na quantidade e especificação corretas.


Apurar a lucratividade do estoque


A lucratividade deve ser monitorada, para apurar quais são as margens de ganhos que o estoque vigente gera. Esse dado fornece qual é a quantia de produtos e quais são os que oferecem maior lucro e ainda têm maiores índices de vendas.


Por vezes, depois de uma apuração de estoque refinada, pode-se trocar produtos, negociar melhor com fornecedores e praticar outras mudanças. Tudo para que melhorias na gestão de estoque sejam feitas e aumentem as vendas e lucro do varejo físico.


Realizar a gestão de contratos


Uma gestão de contratos estabelece uma política de preços, prazos e condições com fornecedores. Esse recurso é essencial para manter sempre o estoque atualizado e evitar ter produtos “encalhados” na loja, que prejudicam as vendas e a organização interna.


Ter objetivos de curto, médio e longo prazos e estabelecer contratos baseados nas metas que a loja deve atingir é crucial para fechar bons negócios com fornecedores. Esse recurso gera vantagens perante a concorrência e o mercado, pois, um fornecedor que firmar um contrato com seu negócio, terá de cumpri-lo.


Depois de todas essas dicas, claro que você vai garantir compras acertadas, produtos novos e seguindo as últimas tendências do seu mercado de atuação. Tudo isso vai servir de base para você e sua equipe fazerem uma gestão de estoque muito melhor. Só sucesso!




Comente aqui abaixo o que achou dessas dicas para turbinar as suas compras e tornar seu negócio cada vez melhor!


Até logo,