Your address will show here +12 34 56 78
Gerentes, Vendedores

Saiba mais sobre o indicador de desempeno taxa de conversão e quais estratégias usar para reverter este cenário nas vendas!


Você já parou para pensar que, assim como a Taxa de Conversão, há outros indicadores de desempenho do varejo importantes de serem analisados e que impactam diretamente no valor total das vendas?


Pode parecer uma situação incomum. Mas é possível ter o indicador taxa de conversão acima da média e mesmo assim este resultado não refletir nas vendas. Ou seja, continuar com vendas baixas, é um cenário muito comum no varejo físico. Mas, por que será que isso acontece?

Taxa de conversão o que é?

Antes disso, precisamos entender o que é taxa de conversão. Em resumo, a taxa de conversão é uma dos indicadores mais importantes para as vendas no varejo. Porém, também é o mais difícil de ser medido. Ou seja, este indicador determina a eficácia do vendedor em cada contato com o cliente na loja e também registra quantos atendimentos foram convertidos em vendas.


Apesar de ser o indicador de desempenho mais importante do varejo, dentro de uma gestão de vendas, ele não é a única informação que deve ser analisada neste contexto. Este é um dos problemas na área de vendas, porque para entender a performance da loja por completo, é preciso analisar outros indicadores que também impactam diretamente no resultado total das vendas, como: peças por atendimento (P.A.), ticket Médio (T.M.), motivos de não conversão etc.

Taxa de Conversão por Vendedor

Neste contexto, você percebe que esta situação ”controversa” no resultado das vendas, pode ser efeito de uma série de fatores. Por isso, o primeiro passo é identificar o que está puxando as suas vendas para o buraco! Até porque problema identificado, problema 50% solucionado.


E a taxa de conversão por vendedor é uma métrica que pode te ajudar a identificar o que está puxando as suas vendas. Quando analisado individualmente (por vendedor), esta taxa te possibilita identificar informações e estratégias específicas para rever o cenário das suas vendas.


Por exemplo, quando se analisa a taxa de conversão por vendedor é possível monitorar o desempenho de cada profissional e os reais resultados obtidos por ele. Inclusive apontar quais estratégias de venda têm sido eficazes e quais não.

Ticket Médio Baixo?

Sem contar que é possível que o seu vendedor esteja com uma taxa de conversão acima da média, mas com um ticket médio muito abaixo do esperado. Ou seja, o vendedor não consegue agregar valor nas peças!

Peças por atendimento baixo?

Pode ocorrer também de um vendedor estar fechando apenas uma produto por venda. Ou seja, ele não consegue oferecer itens adicionais, o que resulta em vendas com um ticket muito abaixo.

Assim fica mais fácil de identificar quem da sua equipe não está entregando o resultado esperado! Até a tomada de decisão fica mais fácil! 😉

Ficou mais otimista?

Entenda melhor o impacto que esta técnica pode causar no seu negócio e veja como aplicá-la com a Indeva!

0

Vendedores

Veja porque a motivação dos vendedores é de fato importante para o engajamento e melhoria dos processos do salão de vendas

Como vão as suas vendas? Você está atingindo as suas metas como gostaria?

Que tal se preparar para o próximo mês e chegar afiado no começo do ano?

Seja qual for o motivo e o cenário atual do mercado, independente da crise ou do próximo presidente, se as vendas não melhoram, a mudança é um fato!

Em primeiro lugar, existem desafios no salão de vendas da loja que, quando superados, elevam a produtividade da equipe e também a performance das vendas, o que faz toda a diferença no seu resultado final!

Hoje vamos falar de um deles: Motivação.

Pare e reflita, você é um vendedor motivado?

Ser um vendedor exige um perfil profissional dinâmico e movido pela motivação diária. O vendedor não vê o desafio como um obstáculo, mas como um ponto de partida que deve ser superado. As metas diárias são um ótimo exemplo disto!

Segundo a OfficeVibe, a motivação é um dos cinco domínios da inteligência emocional, o que é fundamental para o sucesso profissional e pode impulsionar seu engajamento, produtividade e inovação.

“Engajamento é o comprometimento emocional que um funcionário tem com a organização.”

OfficeVibe

Metas por período

Uma estratégia para estimular os vendedores são as metas divididas por períodos mais curtos, como semanal ou quinzenal por exemplo, assim você consegue acompanhar e identificar rapidamente se está ou não indo bem e tratar essa questão a tempo de terminar o mês com resultado positivo e motivado para o próximo período.

Campanhas motivacionais

As campanhas motivacionais mantêm toda a equipe de vendas motivada, pois gera uma competição saudável. São todos unidos e trabalhando para atingir a meta. Aliás, quem não quer participar de uma corridinha dinâmica, valendo um par de ingressos pro cinema?

Motive-se todos os dias!

Inspire-se todos os dias com o seu trabalho, lembre-se que cada venda realizada, cada bom atendimento, cada batimento de meta contribui para o alcance de metas maiores ainda e consequentemente para o seu sucesso profissional.

Arrisque-se mais!

Este é um hábito de vendedores de alta performance. Aliás, se você nunca tentar, você nunca saberá. Faça disso um código de conduta, busque a oportunidade de aprendizado em cada falha. Lembre-se que as falhas são uma parte natural do progresso.

Comemore as vitórias!

Faça questão de reconhecer os seus sucessos! Para cada vitória uma comemoração. Faça das suas vitórias um passo importante na sua vida!

São atitudes simples, mas que garantem o sucesso das suas vendas. Então, tenha certeza que uma equipe motivada e feliz será o trampolim para qualquer negócio decolar!

0

Vendedores

Um dos principais desafio em vendas, principalmente em lojas físicas do varejo, é conseguir fazer o cliente enxergar valor no produto. Principalmente quando ele não percebe a relação preço-qualidade naquilo que você vende. Felizmente, para os melhores vendedores, é exatamente neste momento que a mágica acontece!

Existem vários motivos que podem levar o seu cliente à compra. O principal deles é a necessidade de adquirir um determinado produto. Mas conseguir agregar valor ao que você vende vai além dessa premissa básica. O vendedor precisa ter a expertise para conseguir despertar o desejo de posse no seu cliente.

Ok, agora você precisa entender algumas técnicas de vendas do varejo para criar quadros mentais e gatilhos de compra durante o seu atendimento na loja. Veja como fazer:

1. Argumentos de venda

Primeiro, no que se refere ao conhecimento do produto, acontece que, em muitos casos, o giro dele é prejudicado pela ausência de argumentos de venda convincentes. Além do baixo nível de compreensão dos vendedores em relação à qualidade, atributos e detalhes da peça.

Aliás, é muito comum que os vendedores tendam a se interessar pelas peças que mais conhecem e menos pelas peças que têm maior dificuldade de demonstrar. Por isso, é essencial que o profissional de vendas conheça muito bem todos os produtos da loja. Quando você passa a dominar as informações daquilo que está oferecendo, se sente muito seguro para dialogar sobre o produto. Assim, transmite mais confiança para o cliente e, consequentemente, realiza mais vendas.

2. Desejo de Posse

Estimule o cliente a se imaginar usando o seu produto, por que não? Fale das características, mas também valorize os benefícios e vantagens que o produto pode oferecer ao cliente. Uma técnica de venda e abordagem simples para obter êxito nessa tarefa é mostrar, na prática, como o produto vai facilitar o dia a dia dele.

Portanto, dê bons exemplos das principais funcionalidades da mercadoria e deixe claro as vantagens em adquiri-la. Quando o cliente imagina o quadro criado por você, ele se sente mais atraído e as chances de adquirir aquele produto também aumentam. Isto porque, uma vez que ele entende que é daquilo que realmente precisa naquele momento, fica muito mais fácil de conseguir fechar a venda.

3. Não pareça que está empurrando a venda

Apesar de todas as estratégias de vendas, existem clientes que são resistentes em relação ao atendimento dos vendedores, uma vez que desconfiam das intenções desses profissionais de vendas. Aliás, quem não tem medo de ser enganado só para o vendedor conseguir vender, não é mesmo?

Por isso é importante que, além de explicar bem sobre um determinado produto, você faça com que o cliente toque e experimente o produto! Estes estímulos aumentam a confiança do cliente em você e também fortalecem a segurança na hora da compra.
Dica: Seja você mesmo – as pessoas respondem melhor à autenticidade.

4. O segredo é escutar

Uma outra estratégia para o cliente conseguir enxergar valor no produto é escutar – um dos principais pilares da venda! Saber responder os questionamentos não basta. Então, não fique preocupado em só falar, falar e falar do seu produto… Escute o que o seu cliente tem a dizer também. Fique atento aos sinais de compra e entenda exatamente o quê o cliente procura. Lembre-se que para conseguir este diagnóstico. O seu cliente precisa estar no centro de toda a sua atenção naquele momento. Isso também transmite empatia.

Uma dica: para você saber se está oferecendo o produto correto, faça uma pergunta aberta, que estimule uma resposta que não seja não ou um sim. Assim você, profissional de vendas, vai conseguir identificar se está na direção certa durante o atendimento.

5. Custo benefício

Nem todo cliente está disposto a investir o que o seu produto vale. Para isso, justifique a relação custo-benefício. Mostre que o preço é justo e condiz com a qualidades do produto, dentre as suas diversas vantagens. Lembre-se: faça o seu cliente entender que o produto não custa, ele vale!

Enfim, este é o alicerce do seu atendimento e é o que vai te ajudar a manter a estrutura do atendimento para que você não desanime! Seguindo estes passos você se sentirá mais seguro para contornar objeções de preços etc.




Gostou das dicas para vender mais e agora quer saber como estreitar os laços com o consumidor? Leia o nosso artigo que ensina como construir um bom relacionamento com o cliente.

Sucesso!!!

0

Vendedores
Veja como usar as estratégias de marketing pessoal em vendas para sair bem na fita e ainda fisgar o cliente ideal! Marketing pessoal é uma estratégia de promoção para quem procura um diferencial em vendas. Então, praticamente é saber o “vender o seu próprio peixe” para influenciar a forma como as outras pessoas olham para você. E para um vendedor de loja, isso se encaixa como uma luva. Porque no varejo é exatamente assim, é preciso se destacar na profissão para ter sucesso nas vendas. A relação que existe entre essas duas áreas, marketing e vendas, se destaca em um ambiente de loja, porque quanto mais você divulga a sua imagem, mais propaga a imagem da empresa.

Marketing pessoal – Como aplicar essa técnica

Para colocar em prática a estratégia de marketing pessoal em vendas, é preciso repensar e melhorar a sua imagem profissional diante dos clientes em primeiro lugar. Veja algumas dicas que podem te ajudar nessa missão: Dica 1 – O vestuário é um ponto chave quando o assunto é a sua imagem. Aliás, a maneira como você se apresenta durante o atendimento com o cliente precisa transmitir uma impressão positiva e confiante. Além disso, também é uma boa forma de você se sentir confortável e  bem com você mesmo.
“Vista-se para o trabalho que você quer e não para o trabalho que você tem”. Autor desconhecido.
Dica 2 – Cartão de visita, por que não? Sempre que possível, tenha em mãos alguns cartões da loja para divulgar o seu trabalho. Vendedor nato sabe que toda oportunidade de ganhar um cliente deve ser aproveitada. Até porque a gente nunca sabe quando isso pode acontecer, não é mesmo? Está também é uma boa maneira do cliente lembrar o seu nome, sem contar que você transmite empatia e mostra que está disponível para ajudá-lo quando ele precisar voltar à loja. Dica 3 – Finalmente, saiba se comunicar bem rapaz! Um bom marketeiro usa a comunicação a seu favor e com um vendedor de loja não é diferente. Saber se expressar de forma diferenciada e simpática contribui e muito para a sua carreira em vendas. Lembre-se: quando sair de casa para trabalhar, esqueça seus problemas pessoais… O foco no seu trabalho é ouro! Então, treine seu discurso e transmita entusiasmo, ninguém merece um vendedor de mal-humor. Achou o conteúdo relevante? Nos conte o que mais você gostaria de aprender aqui no blog.
3

PREVIOUS POSTSPage 1 of 2NO NEW POSTS